Tipos de Transportes para Mudanças Internacionais

Tipos de Transportes para Mudanças Internacionais

A GInter é uma empresa especializada em Mudanças Internacionais e Serviços de Relocation, pronta para atender com eficiência e profissionalismo qualquer tipo de Mudança, seja Residencial ou Comercial, tanto para fora, ou retornando ao Brasil.

Possuindo um conhecimento há quatro décadas no Mercado de Mudanças Internacionais, a GInter fornece duas formas de transporte para sua Mudança. São elas:

– Mudança Aérea:

O Transporte aéreo de uma mudança internacional tem um custo mais elevado, porém tem um prazo mais curto para chegar ao seu destino. A mudança aérea é acondicionada em Airvan, que são caixas confeccionadas em papelão triplex ondulado mais resistente que as demais caixas de papelão.

– Mudança Marítima:

O transporte marítimo leva aproximadamente um mês para chegar ao seu destino, sem contar com o tempo de liberação da Mudança em ambos os portos (Origem e Destino), cerca de 20 a 45 dias, dependendo da norma de cada Porto e da Companhia de navegação.

No caso de transporte marítimo, as mudanças são acondicionadas em Liftvans, são caixas de madeiras confeccionadas conforme a demanda de cada mudança em até 10m³, ou acondicionadas em Containers de aço contemplando três tamanhos:

Container 20’: 32m³
Container 40’: 62m³
Container 40’ HC (Jumbo): 70m³

As mudanças marítimas tem um valor mais baixo quando comparada à mudança aérea.

Em ambos os transportes, existem declarações e documentações necessárias para a Mudança Internacional, são elas:

– Declaração de Residência Consularizada;
– Declaração para Cadastro de Bagagem Desacompanhada;
– Declarações Alfandegárias;
– Declaração de Saída de Bens Culturais – IPHAN (quando há transporte de esculturas, quadros, entre outros);
– 02 cópias autenticadas do RG / RNE;
– 02 cópias autenticadas do CPF (Deve estar regularizado junto a Receita Federal do Brasil. Consultar o site da Receita Federal:www.receita.fazenda.gov.br; Se não estiver, favor providenciar a regularização; caso contrário, será impossível fazer a liberação alfandegária);
– 02 cópias autenticadas do comprovante de residência (Brasil);
– 02 cópias autenticadas do passaporte completo (inclusive capa e páginas em branco);
– 02 cópias autenticadas do bilhete de passagem ou e-ticket. Sua validade deve ser inferior a 06 meses, deve apresentar mesma origem e destino da bagagem, nome do passageiro, data do vôo, nº do vôo, nº de e-ticket e logo da Cia. Aérea;
– 01 cópia do boarding pass (pode ser escaneada);
– 01 via original da declaração sem termo de responsabilidade assinada ( preenchimento obrigatório apenas para estrangeiros que não trouxeram mudança ao entrar no Brasil ou que entraram com visto permanente);
– 02 VIAS ORIGINAIS das procurações preenchidas, assinadas e com firma reconhecida – documento anexo (obs.:  No campo endereço, deverá constar o local de residência no Brasil, o mesmo que consta no comprovante de residência );
– 02 VIAS ORIGINAIS da solicitação de autorização de saída das obras de arte do país com firma reconhecida (documentos anexo);
– 02 VIAS ORIGINAIS da Declaração de Bagagem com firma reconhecida (documentos anexo);
– Seguro Internacional.

Todos os documentos precisam ser devidamente preenchidos para que não haja implicações portuárias no processo de embarque e desembarque no local de Destino.

E boa viagem!